Bem-Vindos ao Novo Site do Visite Urucânia!
Clique aqui para ouvir o texto

Nossa Gente

.

Chiquinho Luis

6.484 visitas

Sr. Chiquinho Luis

D. Mariinha

Biografia do Sr. Chiquinho Luis

Francisco Luis de Carvalho nasceu em Amparo do Serra em 24/05/1904. Faleceu em Urucânia no dia 04/03/1989.

Filho de Antônio Luis de Carvalho e Maria Drumond de Carvalho, possuía uma família extensa. Seus pais tiveram 17 filhos.

Casou-se em Urucânia com Maria Brandão Couto (Dona Mariinha), natural de Santo Antônio do Grama. Com ela teve 9 filhos sendo 4 homens e 5 mulheres.

Mudou-se para a cidade de Urucânia, ainda criança, e estabeleceu-se com seus pais na “Fazenda Quebra-Pau” onde residiu logo que se casou. Seus dois primeiros filhos ali nasceram.

Mais tarde, estabeleceu-se no sítio da “Barrinha” onde nasceram mais 6 filhos. Ali exerceu as funções de sitiante e vendedor de bois. Com os filhos mais crescidinhos, mudou-se para a cidade, estabeleceu-se no comércio e aí nasceu sua última filha.

Foi um dos primeiros comerciantes da cidade e seu estabelecimento denominava-se “Casa Nova”. Conheceu muito o ex-Presidente da República o Sr. José de Alencar com quem comerciou por uma época.

Exerceu também a função de primeiro “Vice-Prefeito” da cidade, na administração do Sr.Paulo Giardini, seu grande amigo.

Era muito religioso e foi “Ministro da Eucaristia” na Igreja Católica. Naturalmente, era amigo de todos os Párocos que vieram para a cidade, preocupando-se com sua moradia e bem-estar.

Com o conhecidíssimo Padre Jayme Antunes, apesar da amizade, tiveram algumas rusgas, inconsequentes, motivadas por ciúmes do Santuário.

Trabalhou muito arrecadando donativos com seu antigo companheiro e amigo “Sr. Coelho” para a construção do Santuário Nossa Senhora das Graças. Juntos, adquiriram os primeiros bancos para esta edificação com muito trabalho e sacrifício.

O Sr. Chiquinho foi grande defensor das mulheres, ótimo pai, cidadão honestíssimo e esposo amoroso.

Sr. Chiquinho Luis

* 24 de Maio de 1904
+ 04 de Março de 1978

Colaboração:
Rosa Maria de Carvalho (Rosita) – Fotos e textos

13 comentários para Chiquinho Luis

  1. Como primeiro neto sempre tive alguns privilégios com meus avós, Madrinha com toda sua braveza era muito respeitada e amada pelos netos, me lembro das viagens que fazia com meu padrinho (quase sempre para Campos/RJ), pois eu era seu motorista preferido. É impossível descrever o quanto aprendi com eles. Até hoje, suas atitudes e honestidade fazem com que seus descendentes andem de cabeça erguida em Urucânia. Como é gratificante quando as pessoas dizem: “Esse ai é neto de seu Chiquinho e D.Mariinha”.
    Obrigado por tudo.

  2. É com muito orgulho que leio essa homenagem a meus pais.
    Eles foram guerreiros e um exemplo para toda a família.
    Obrigada a Francisco Luiz de Carvalho e Maria Brandão Couto!
    Eterna gratidão!

  3. Agradeço sempre a Deus pela benção de ser filha de Francisco e Maria. Os melhores anos de minha vida foram os que passei ao lado deles. Tive uma infância e adolescência maravilhosas em Urucânia, das quais guardo terna lembrança. Quanto ao meu pai, palavras não conseguem descrever todas as virtudes que nele identifiquei à medida que o tempo ia passando…
    Paizinho, seu nome é SABEDORIA, GENEROSIDADE, PROTEÇÃO, SINCERIDADE, ACONCHEGO, HONESTIDADE, DEVOÇÃO E SIMPLICIDADE.
    Seus ensinamentos e exemplos estão gravados em minha alma por toda a eternidade.

  4. Rosa ,os seus pais foram um grande presente de Deus. Parabéns.

  5. É um grande orgulho fazer parte dessa família. Meus avós, meus tios, primos!!! Quantas saudades sinto daqueles tempos, quando minha mãe perguntava se eu queria ir passear em Disney ou em Urucânia e eu, sem pestanejar, escolhia a terrinha dos meus avós. Ainda guardo na lembrança cada detalhe da minha doce infância: os cheiros, os sabores, as cores, os barulhos, as travessuras, acordar cedo com o Padrinho e ir com ele ajudar a cuidar das galinhas e tirar leite da vaquinha… Eu comia demais e ele gostava de me irritar, dizendo em tom de brincadeira: “Seu raça ruim” rsrss…

    Ah… como ele cuidava bem das coisas… as jabuticabas, a goiaba, o lobrobô, explorar o quintal com a Karina.

    Amo todos vocês!!!!!!!!

  6. Fico muito feliz e orgulhosa por meus avós serem homenageados. Como neta, convivi pouco, pois meus pais moravam em outra cidade, porém as melhores férias eu passava em Urucânia em companhia deles e dos primos. Guardo boas lembranças dessa época inesquecível que muito marcou minha infância e dos conselhos sempre sábios do meu avô, ou padrinho, como gostávamos de chamá-lo. Aliás, de fato os dois foram meus padrinhos. Saudades imensas!

  7. Não são por serem meu avós paternos, são dois guerreiros, pois criar 09 filhos com dificuldades não é para qualquer um não, numa época que tudo era mais difícil, lembro quando criança que para ir para Urucania, muitas vezes pegávamos estrada de terra batida, uma viagem que demorava horas hoje com as estradas pavimentadas o tempo diminuiu bastante, você imagina quando meu pai e tios quando eram crianças, e com toda dificuldade existente criaram os filhos muito bem criados. Seu Chiquinho (meu avô) muito correto, religioso e não adimitia nenhum tipo de pilantragem, Dona Mariinha, minha avó, rígida na educação dos filhos e netos também rsss. Tenho muitas saudades deles, com certeza estão num lugar de muita luz por terem cumprido essa missão com toda essa dificuldade.

  8. Fiquei muito emocionada com esta homenagem prestada a meu pai. Muito bom vê-lo nesta galeria de homenageados da cidade. Papai amava muito Urucânia e seu povo. Não foi um urucaniense de nascimento, mas o foi de coração. Obrigada pela homenagem e pelos comentários elogiosos.

  9. Sr. Chiquinho e Dona Mariinha foram para mim, como meus segundos pais.
    Desde muito pequena frequentava sua casa. Brincava com suas filhas, sendo considerada a filha “preta” da família. Muito amigo de meus pais, cresci frequentando sua casa, ajudando em sua loja e só parei para me casar. Ocasião que fui muito ajudada por ele e por Dona Mariinha.
    A eles, minha gratidão, meu carinho, além de minha enorme saudade.

    • Marly, foi com muita saudades que li seu comentário. Lembro-me muito bem de você, desde pequena, frequentando nossa casa. Você foi como uma irmã para nós. Muitos beijos. Rosita.

  10. Celso Jr comentou em 01/04/2012

    Que legal! Lembro-me muito dos tempos de criança em que passava minhas férias de Julho e de Janeiro em Urucânia. Brincava muito com os filhos do Sr. Chiquinho e ele e D. Mariinha sempre me receberam muito bem.
    Sr. Chiquinho chegava a nos deixar (eu e os seus filhos) fazer algumas vendas na loja (claro que para clientes conhecidos e que aceitavam nosso atendimento).
    Uma das coisas que me lembro bem era da gaveta de botões misturados onde a meninada ajudava a separar os botões iguais para serem guardados em outras gavetas. Uma delícia mesmo relembrar estes tempos.

    • Celsinho, obrigada por tudo. Pelo seu carinho com a nossa cidade e com o nosso povo. Você é abençoado. Grande abraço. Rosita.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Click to listen highlighted text!