Bem-Vindos ao Novo Site do Visite Urucânia!
Clique aqui para ouvir o texto

Nossa Gente

.

João Silva Pereira

23.544 visitas

João Silva Pereira

João Silva Pereira nasceu em Urucânia em 15/02/1916, filho de João Silva Pereira e Pedrelina Perciana da Silva.

Foi casado com Eugênia Maria Pereira e tiveram 4 filhos: José  Aloisio, Janua Coele, Antônio Sávio e Ana Cristina. Estes filhos renderam-lhe 16 netos e 8 bisnetos.

Residiu algum tempo em Barão de Cocais. Lá, concluiu o curso de contabilidade e trabalhou no comércio.

Professor por vocação, dava aulas particulares e de reforço para ajudar os alunos que apresentavam dificuldades no aprendizado.

Regressando à Urucânia, atuou na área da Educação. Foi professor na Escola do Pião. No Ginásio Padre Antônio Pinto foi Secretário e Inspetor de alunos. Exerceu sua vocação, professor, até se aposentar.

Atendia crianças na idade escolar, jovens e adultos em suas aulas particulares. Era severo como professor, o aluno aprendia de qualquer maneira. Usava uma palmatória (instrumento usado para bater na mão dos alunos como forma de castigo) quando o aluno não dava conta da lição.

João Silva dizia: “Olha que eu te levo na Gramática!”. Gramática era o nome que ele dava à palmatória.

Tinha uma boa prosa com todos. Alegre, comunicativo, seu prazer era ajudar as pessoas. Foi sacristão do Padre Henrique de Souza Carvalho por muitos anos.

Era dedicado, amigo e companheiro do Padre. Respondia por todo e qualquer assunto da Igreja.

Organizava teatro com as crianças, apresentando peças infantis, bailados, recitação de poesias, incentivando as crianças e jovens a desenvolverem o gosto pela cultura.

Tocava harmônio e organizou o 1º Corinho Infantil. Ele ensaiava e acompanhava no harmônio. Na hora da missa, o corinho cantava.

Tinha prazer em organizar festas, bailes e quadrilhas. Estava sempre presente nos bailes e arrasta-pés. Um verdadeiro ‘pé-de-valsa’.

João Silva recebeu do Prefeito José João a Comenda “Padre Antônio Ribeiro Pinto” na data de 22 de Novembro de 1997.
Parabéns! Destaque merecido! Parabéns!

Faleceu em 07 de Outubro de 2003.

João Silva Pereira

* 15 de Fevereiro de 1916
+ 07 de Outubro de 2003

Colaboração:
Ana Cristina Pereira – textos
Malvina Cohen – Fotos e textos

18 comentários para João Silva Pereira

  1. Parabéns por este espaço de preservação e divulgação da memória histórica e cultural de Urucânia. Quanto ao Professor João Silva, muita saudade do meu amigo e um pesar de não termos realizados juntos o sonho de um projeto de escrita da história de Urucânia, porém, de um ponto de vista literário. Professor de Matemática, mas a literatura exercia um grande fascínio na sua vida. Penso que esteja realizando silenciosamente este projeto de escrita em homenagem, também, à memória do meu amigo.

  2. Eu tenho lembranças maravilhosas desta homem louvável que foi João Silva!
    Para minha honra, na data de minha formatura da turma de Magistério do ano de 1987, no baile foi com ele que dancei a valsa (porque meu pai Chiquinho Luiz estava adoentado).
    É com muita saudades que leio a memória deste grande homem e professor de Urucânia.

  3. Quando João Silva plantava horta na casa paroquial, nos tempos do Pe Oscar Germano, sempre eram momentos de conversas agradáveis…

    Lembro-me dele contando as histórias do passado, do primeiro amor (acho que Maria Regina e cantavámos a música… “meu primeiro amor, foi como uma flor que desabrochou e logo morreu…”

    A nosso pedido ele fez uma música por ocasião da Festa de Nossa Senhora das Graças que começa assim:
    “Urucânia hoje está em festa e com grande emoção, vamos festejar a Virgem, Senhora da Conceição.

    Padre Antônio quando rezava, o céu se enchia de luz….”

  4. Ele sempre me dizia que meu rosto era muito claro e que eu parecia uma boneca de louça. Este era o apelido carinhoso que ele colocou em mim. Tive o privilégio de conviver bastante com ele pois, algumas de suas netas foram minhas amigas de infância. Saudades

  5. Parabéns pela iniciativa. As homenagens são justas.

    Definir João Silva é limitá-lo. Não quero ser injusto com uma figura tão importante na memória viva de todos. Grande homem, grande exemplo.
    O site ficou muito bom.
    Sugiro um canal de comunicação direto com o mediador.”Um fale conosoco” para sugestões.

    Parabéns.

    • admin comentou em 28/03/2013

      Olá Guilherme. Em primeiro lugar, obrigado por participar do nosso site! E gostaríamos de informá-lo que o seu pedido de um ‘Fale Conosco’ foi atendido e pode ser usado clicando na aba à esquerda da sua tela.
      Agradecemos sua sugestão e esperamos que você e todos os nossos visitantes utilizem esta nova ferramenta.
      Atenciosamente
      Administrador do Site

  6. Meu grande mestre, responsável direto para que eu seja quem sou hoje, gratidão eterna Professor!

  7. Tive a honrra de conheçer, conviver e ser amigo desse grande homem e grande educador. Quando um ser humano ímpar como este se vai, a gente tem a impressão de que o mundo à nossa volta ficou visivelmente mais pobre; Que o Senhor Jesus e Nossa Senhora estejam em sua compania, velho amigo!

  8. Tive a grande oportunidade de conviver com este cidadão. Fomos colegas como professores e trabalhamos juntos na secretaria da escola. Ele se aposentou aos 70 anos na minha gestão. Conversávamos muito e pude aprender muitas coisas com ele. Deixou realmente muitas saudades.

  9. Tive o privilégio de conviver por anos com essa notável pessoa. Grande “frango” (apelido carinhoso) que nós e mais alguns mais íntimos o tratavam. Fico feliz por estar sendo reconhecido e lembrado. Parabéns ao site por essa homenagem.

  10. É com grande orgulho que venho aqui declarar publicamente, que eu sou o protagonista do depoimento da nossa amiga Maria Neide Totti, que tão bem transmitiu um pouco das boas ações do prof. JOÃO SILVA em prol da formação dos jovens Urucanienses.
    Aproveito para falar do AMOR e do RESPEITO que tínhamos por ele e por todos os nossos professores.(Ou melhor, respeitávamos a todos, principalmente aos mais velhos).
    Como é diferente o relacionamento PROFESSOR x ALUNO atualmente! A maioria dos alunos não respeitam os professores, os funcionários das escolas, muitos não respeitam nem seus próprios pais.
    Acho que a “Mariquinha” do prof.JOÃO SILVA está fazendo falta…
    CERTA VEZ, FAZIA EU UMA BAGUNCINHA NA AULA DO PROF. JOÃO SILVA E ELE ME DEU UMA “SURRA” DAQUELAS DE DAR CALOMBOS.
    TERMINANDO A AULA FUI CORRENDO CONTAR MEU PAI (ACHANDO QUE ESTAVA FAZENDO VANTAGEM). O MEU QUERIDO E SAUDOSO PAI ( SR. DÁRIO PATARO), CORRETO EM SUAS ATITUDES, COMO SEMPRE FOI,NEM ME RESPONDEU NADA.
    IMEDIATAMENTE, ELE MANDOU A MINHA IRMÃ VÂNIA, COMPRAR UM CORTE DE “SEDA”, O MELHOR TECIDO DA LOJA DO QUERIDO E SAUDOSO SR. CHIQUINHO LUIZ, PARA QUE EU LEVASSE PARA O PROF. QUE ME BATEU, EM AGRADECIMENTO PELO CORRETIVO QUE CERTAMENTE SURTIRIA GRANDE EFEITO NA MINHA VIDA.
    E NÃO FOI DIFERENTE. HOJE SOU APOSENTADO NUMA CONCEITUADA EMPRESA (CEMIG), PORQUE NO PASSADO, MEUS PAIS E PROFESSORES ME CORRIGIRAM E EU ACEITEI COM HUMILDADE.
    HOJE FICO INDIGNADO AO VER OS PROFESSORES CADA VEZ MAIS DESVALORIZADOS, COM SALÁRIOS VERGONHOSOS E AINDA PASSANDO POR DESRESPEITO E INGRATIDÃO POR PARTE DE MUITOS ALUNOS E ATÉ MESMO DE ALGUMAS FAMÍLIAS QUE APÓIAM SEUS FILHOS REBELDES.
    DESCANSE EM PAZ PROFESSOR E INTERCEDA PELOS PROFESSORES “SOFREDORES” DE HOJE.
    MUITO OBRIGADO!

  11. Sr Joao Silva……como decifrá-lo, Pai? amigo? cuidador? cuidador sim, pois os seus olhões não nos vigiavam só na escola não, nos vigiavam na rua. Nós, ditas moçoilas que iam ao baile no CANELA RÔXA… aí chegava ele lá e nos levando pra casa e nos entregando aos nossos pais…..histórias hilárias desse homem eu tenho muitas mesmo porque ele era meio que meu protetor, vizinho e amigo e de onde ele estiver com certeza deve estar abençoando essa linda homenagem feita tão carinhosamente a ele. Um grande bju

  12. COMO É BOM TER PELO MENOS EM NOSSA MEMÓRIA A PRESENÇA DO PROF. JOÃO SILVA.
    DEI BOAS GARGALHADAS COM ELE NA COZINHA DE TIA SINHÁ (QUE SAUDADES DELES!!!!!)
    TIA SINHÁ DE TOTÔNIO ROSSI, MUITOS SE LEMBRAM NÃO É? QUE TEMPO BOM!

    MAS VOLTANDO AO PROF JOÂO SILVA, NÃO HÁ QUEM NÃO APRENDESSE TABUADA SE EXPERIMENTASSE UM BOLO DA SUA PALMATÓRIA (A FAMOSA MARIQUINHA).

    CERTA VEZ, UM FARMACÊUTICO DA CIDADE MANDOU UM DOS SEUS FILHOS PARA A AULA PARTICULAR DELE E COMO O MENINO NÃO ERA MUITO AMIGO DOS NÚMEROS, A “MARIQUINHA” DO SR. JOÃO SILVA FUNCIONOU. CHEGANDO EM CASA CHORANDO O PAI PERGUNTOU-LHE:

    _ ESTÁ CHORANDO POR QUÊ?

    _ SR. JOÃO SILVA ME BATEU POR CAUSA DA TABUADA.

    O PAI IMEDIATAMENTE FOI A LOJA DO TAMBÉM SAUDOSO CHIQUINHO LUIS, COMPROU UM BONITO CORTE DE TECIDO E DEU AO FILHO PARA PRESENTEÁ-LO DIZENDO:

    _ TOMA, MEU FILHO, E ENTREGA ESSE PRESENTE AO PROF. JOÃO SILVA, PORQUE AGORA EU TENHO CERTEZA QUE VOCÊ APRENDE E SERÁ UM GRANDE HOMEM.

    E É POR ESSA E MUITAS OUTRAS RAZÕES QUE O PROF. JOÃO SILVA JAMAIS SERÁ ESQUECIDO.

  13. Muito Obrigado a todos pelo carinho prestado ao meu Avô….sentimos muita falta dele mais o que mais nos conforta perante a esse tempo todo de sua ausência são os seus ensinamentos sua sabedoria, sua calma, educação, dedicação, felicidade e esperança, que foi e será sempre passada por geração a geração.. Fico muito honrada de ter feito parte da vida…Vovô TE AMAMOS MUITO E SENTIREMOS SEMPRE A SUA FALTA!

  14. Tive o privilégio de ter a presença ilustre dele em minha vida. Cheio de sabedoria , amor e carinho ele me ensinou muitas coisas que hoje vejo a importância. Meu amigo, companheiro, com ele passava minhas manhãs. Lembro-me que acordava cedo e ia na janela de sua casa onde ele deixava amarrado em uma sacolinha com um pão, tomava café e mais que depressa ia ao seu encontro onde ele sempre lia para mim uma carta do baralho da sorte que eu escolhia. Fez história e pra mim é uma imagem de exemplo. De fuxicos a tapetes de retalho passávamos horas juntos conversando. Infelizmente, na vida a gente não pode ter tudo pra sempre, por isso ele foi morar com DEUS. Uma estrela de muito brilho. Agradeço a DEUS por ter nos dado a oportunidade de conviver com esse grande homem. Saudades vovô, te amo demais!

  15. “As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de dividir suas vidas com os outros. Elas são honestas nas atitudes, são sinceras e compassivas, e sempre dão por certo que o amor é parte de tudo. As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de se doar aos outros e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos.”

    Vô João Silva,
    Obrigada por tudo, pela honra da convivência, pelos ensinamentos, e por ter sido essa pessoa tão especial em nossas vidas …

    Amor Eterno!

    Saudades! ! !
    sz

  16. elvira comentou em 04/05/2012

    QUEM NÃO SE LEMBRA DE QUANDO ÍAMOS AO BANHEIRO DAR UM FUGIDINHA. E LÁ TAVA ELE, VIGIANDO PRA VOLTARMOS PARA SALA DE AULA. AH, E QUEM TAMBÉM NÃO SE LEMBRA DE QUANDO, NO PORTÃO, FAZIA TODOS LEVANTAREM A BARRA DA CALÇA PARA SABER SE ESTÁVAMOS DE MEIA OU NÃO. EU QUE ODIAVA MEIA TINHA QUE ESPERAR ENTRAR NA SALA DE AULA PRA TIRAR A MEIA. SAUDADES. GRANDE HOMEM.

  17. Jota Macedo comentou em 03/05/2012

    Lembro-me do dia que, ainda criança, deparei-me com esse senhor na escola. Ele não estava lecionando, pois já havia se aposentado; afinal não sou da época em que esse ilustríssimo professor prestava seus serviços à educação. Mas, como estava dizendo, lá estava o Sr. João Silva que eu nem conhecia.
    Era a hora do recreio e quando fui pegar a merenda, vi um homem alto, de avental e pano amarrado na cabeça. O espanto foi imediato! Imaginem, uma criança que nunca havia presenciado uma cena como aquela, se deparar com um Sr. altíssimo de avental e pano na cabeça. Fiquei um pouco assustado e pela minha “cara” de assustado ele percebeu algo errado. Pra minha surpresa e espanto, ele ralhou comigo, dizendo que eu já havia merendado e que só podia repetir depois que todos merendassem.
    Saí assustado da fila e chorando. Primeiro, pela vergonha que passei e segundo porque havia sido confundido com outro garoto – Eu não havia merendado ainda.
    Fui pro canto do pátio e fiquei chorando num canto de cabeça baixa. Ouvi uma voz gritando: cadê aquele menino de cabelo enrolado que tava na fila? Os garotos apontaram pra mim e quando levantei a cabeça, perto de mim estava aquela figuraça de lenço e avental com um prato de merenda na mão me oferecendo e pedindo desculpas porque havia me confundido com outro menino; e acrescentou: Hoje eu quem fiz a merenda porque faltou a cantineira e me chamaram pra ajudar.
    Anos se passaram e quando foi inaugurado o extinto viveiro João Silva em Urucânia, tive a oportunidade de homenageá-lo e lembrar desse episódio. A gente riu muito … muito mesmo!

    Saudades! …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Click to listen highlighted text!