Bem-Vindos ao Novo Site do Visite Urucânia!
Clique aqui para ouvir o texto

Nossa Gente

.

Sebastião Matildes da Silva (Sebastião Soldado)

1.187 visitas

Sebastião Soldado

Sebastião Soldado

 

Sebastião Matildes da Silva (Sebastião soldado) é natural de Jequeri – MG, onde nasceu em 14 de março de 1931. Filho de Maria Quintina Gomes e Manoel José da Anunciação,foi lavrador, tendo-se mudado para São Paulo, onde trabalhou por alguns anos na Prefeitura Municipal de São Paulo e policial, profissão que exerceu até à sua aposentadoria em 1988, após 31 (trinta e um) anos de efetivo exercício de sua profissão.

Casado em primeiro matrimônio com Terezinha Maria de Lima e Silva, em 1º de dezembro de 1958, dessa união nasceram os filhos: Nilo da Silva Lima (1959); Nélio Lima da Silva (1961); Ney Lima da Silva (1962); Nelson Lima da Silva (1964); Nelci Lima da Silva (1966) e Nair Lima da Silva (1971).

Em 1957, foi admitido no quadro de servidores públicos do Estado de Minas Gerais, na Polícia Militar de Minas Gerais, como soldado, tendo como seu primeiro destacamento, a cidade de Barbacena, que era é a sede do 9º Batalhão de Polícia Militar. Desde esta época serviu em várias outras cidades de Minas Gerais que, com a criação do Batalhão de Manhuaçu, passaram a fazer parte do 11º Batalhão de Polícia Militar, as cidades de Alvinópolis, Dom Silvério, Jequeri, Ouro Preto, Piedade de Ponte Nova, Ponte Nova, Rio Casca e Urucânia. Sendo que esteve destacado por três vezes em Jequeri e por duas vezes em Urucânia, onde se aposentou no cargo de “Cabo-PMMG”, em julho de 1988, ano em que ocorre também o falecimento de sua esposa Terezinha Maria de Lima e Silva.

Policial exemplar, cuja história se prova pela sua permanência ininterrupta no comportamento “ótimo” e no “excepcional comportamento”, conforme classificação do regimento da Polícia Militar, sempre se destacou pelo rigor do cumprimento de suas funções, por atos de coragem, quando no exercício de sua profissão, chegou a ser alvejado, teve fraturas, arriscou sua vida, bem como pelo rigor na execução dos serviços a ele designados, aliando ao empenho, o respeito pelo cidadão e o valor absoluto da vida. O que lhe vale até hoje distinção tanto entre os amigos de profissão, quanto entre demais amigos, seus superiores e autoridades.

Foi laureado com o título “Honra ao Mérito” pela Polícia Militar de Minas Gerais por sua participação na Revolução de Março de 1964. A cidade de Urucânia, seu último destacamento e onde mora, em reconhecimento à sua história de serviços prestados ao Estado de Minas Gerais, em especial a Urucânia, distinguiu-lhe com o título “Honra ao Mérito”, através da Câmara Municipal de Urucânia, em sessão de 29 de dezembro de 2009.

Em 10 de setembro de 2009 contraiu núpcias com Terezinha de Jesus Mairink da Silva. Dessa união nasceram os filhos: Nivaldo Mairink da Silva (1991); Nilson Mairink da Silva (1992) e Neide Mairink da Silva (1994). São netos de Sebastião Matildes da Silva: Laurenicy Roberto da Silva (filha de Nelson Lima da Silva e Sebastiana Luiza Roberto); Samuel Resende Lima (filho de Nilo da Silva Lima e Iliza de Resende Chaves Lima); Wendell Júnior Roberto de Lima (filho Nelson Lima da Silva e Sebastiana Luiza Roberto); Neylliane Cristina da Silva Cruz (filha de Ney Lima da Silva e Célia Cristina da Silva Cruz); Marcos Túlio Resende Lima (filho de Nilo da Silva Lima e Iliza de Resende Chaves Lima); Paola Miriam da Silva (filha de Ney Lima da Silva e Célia Cristina da Silva Cruz); Matheus Henrique Lima do Nascimento (filho de Nair Lima da Silva e Danny César do Nascimento); Anna Paula Lima do Nascimento (filha de Nair Lima da Silva e Danny César do Nascimento); Emmanuel Victor Carvalho da Silva (filho de Ney Lima da Silva e Ana Cristina Carvalho da Silva); Hemilly Marinho Lima da Silva (filha de Nelci Lima da Silva e Sirlene Lima da Silva); Hemanuelly Marinho Lima da Silva (filha de Nelci Lima da Silva e Sirlene Lima da Silva). Sebastião Matildes da Silva é bisavô de Alice Amâncio Roberto (filha de Laurenicy Roberto da Silva e Reginaldo Amâncio da Silva).

Policial e cidadão reconhecido e honrado em todos estes municípios onde trabalhou, recebe, ainda hoje, elogios e visitas de novos policiais que lhe demonstram carinho e respeito. Certamente que a maior sua maior virtude como cidadão, como policial, como pai, como amigo tendo sido a simplicidade, que faz dele um homem de um coração maior do que o próprio homem.

Colaboração:

Texto e foto: Nilo da Silva Lima.

1 comentário para Sebastião Matildes da Silva (Sebastião Soldado)

  1. Em nome de toda nossa família agradecemos à Rita e a todos os idealizadores e responsáveis pelo site Visite Urucânia que presta relevante serviço à memória cultural de Urucânia, nessa homenagem, nesse reconhecimento pelos serviços prestados por nosso pai a essa cidade, e, sobretudo pela pessoa generosa que continua sendo. Um grande abraço a todos. Nilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Click to listen highlighted text!